Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


Barra lateral


Home
LCF0500 Fundamentos de Biometria Florestal
2015:
2013:
Disciplinas: Graduação
  • LCF0130
    Resolução de Problemas Florestais
  • LCF0410
    Mensuração Florestal
  • LCF0500
    Fundamentos de Biometria Florestal
Disciplinas: Pós-graduação
  • LCF5876
    Computação no R
  • LCF5877
    Biometria Florestal Avançada
  • BIE5781
    Modelagem Estatística para Ecologia e Recursos Naturais
lcf0500:start

LCF0500 Fundamentos de Biometria Florestal


O que é esse site?

O objetivo desse site é servir de apoio ao lecionamento da disciplina LCF0500 Fundamentos de Biometria Florestal, oferecida como disciplina optativa no curso de graduação em Engenharia Florestal da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ), Universidade de São Paulo em Piracicaba.


Objetivos da Disciplina

Adquirir os fundamentos da construção de modelos empíricos aplicados à mensuração e ao manejo de florestas nativas e plantadas, compreendendo os princípios e os métodos biométricos de construção. Adquirir proficiência num ambiente de programação de análise de dados (R) que permita construir modelos empíricos simples a partir de dados de mensuração florestal.


Justificativa

A utilização de modelos quantitativos é inerente às práticas de Mensuração Florestal e de Manejo Florestal, uma vez que essas atividades lidam com algumas grandezas das árvores e das florestas que não podem ser medidas. Assim, a construção de modelos empíricos é frequentemente um pré-requisito que garante a boa qualidade tanto dos levantamentos e inventários florestais quanto dos planos de manejo de florestas plantadas e nativas.


Conteúdo Resumido

Tipos de modelos empíricos utilizados na Mensuração e no Manejo Florestal. Noções de como construir modelos quantitativos no ambiente R. Revisão de matemática e probabilidade. Estudo das Distribuições Estocásticas. Inferência quantitativa baseada em verossimilhança. Modelos Gaussianos lineares homoscedásticos e heteroscedásticos. Principais modelos empíricos utilizados em Mensuração Florestal e Manejo Florestal.


Organização

  • Instrutor: João Luís Ferreira Batista – Laboratório de Biometria Ecológica (LaBE) – Centro de Métodos Quantitativos, Departamento de Ciências Florestais.
  • Programa: Curso de Engenharia Florestal, Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo.
  • Oferecimento: Segundo semestre do ano, quarta-feiras, das 14:00-17:00 hs.
  • Aulas Teórico-práticas: 3 horas durante 15 semanas.
  • Horas de Estudo: mínimo de 4 horas por semana.

Bibliografia

Bibliografia Clássica em Biometria Florestal

  • Prodan, M. 1968 Forest Biometrics. Oxford: Pergamon Press.
  • Clutter, J.L; Fortson, J.C.; Pienaar, L.V.; Brister, G.H. Bailey, R.L. 1983 Timber Management: a quantitative approach. New York: John Wiley & Sons.
  • Vanclay, J.K. 1994 Modelling Forest Growth and Yield: applications to mixed tropical forests. Wallingford: CAB International.



lcf0500/start.txt · Última modificação: 2016/10/05 09:55 (edição externa)