Ferramentas do usuário

Ferramentas do site


Barra lateral

CMQ
Centro de Métodos Quantitativos


USP ESALQ
Depto. de Ciências Florestais
ESALQ
UNIVERSIDADE de SÃO PAULO
Av. Pádua Dias, 11
Caixa Postal 09
13418-900 - Piracicaba - SP
BRASIL
publico:syllabvs:lcf0130:2011:2011:equipe-01:inicio

Essa é uma revisão anterior do documento!


 CMQ: Centro de Métodos Quantitativos Centro de Métodos Quantitativos
Departamento de Ciências Florestais
Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”
UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

LCF-130 Resolução de Problemas Florestais

Tema 1

Quem Somos?

  • Equipe 1: A retração do setor canavieiro e a possibilidade de uso de Sistemas Agroflorestais pelos pequenos produtores rurais do Município de Piraciacaba
  • Questão: “Como conciliar a necessidade de adequação ambiental e o desenvolvimento dos pequenos produtores?”
  • Orientador: Ciro Abbud Righi (carighi@yahoo.com)
  • Composição da equipe:
Nome Email
Gustavo Bortolotti Barbosa gustavo.bortolotti.barbosa@usp.br
Ivan Fillietaz Balcão ivanbalcao@hotmail.com
Érica Donaire da Silva erica.silva@usp.br
Jaime Machado machadojai@gmail.com

Trabalho 1: Ensaio Conceitual sobre o Tema

INTRODUÇÃO

Devido à Lei Estadual nº11. 241, de 19 de Setembro de 2002, a queima da cana-de-açúcar está gradativamente sendo eliminada até, em 2031, ser totalmente proibida.

O problema é que com a eliminação da queima será necessário à utilização de maquinário para a colheita, porém esse maquinário não passa em terrenos com declividade acima de 12%, e outros prejudicados serão os pequenos produtores (com propriedades inferiores a 125 ha) em que a utilização do maquinário será economicamente inviável, pois só é viável em propriedades acima de 500 ha com áreas contínuas (Gonçalves & Souza, 1998). Estima-se que essas mudanças acarretará num desemprego de 86,5 a 230 mil trabalhadores (Gonçalves & Souza, 1998).

Em função deste cenário de potencial incremento de degradação ambiental e deterioração social, é importante avaliar sistemas de produção alternativos para cana-de-açúcar, em áreas inaptas à colheita mecanizada, considerando aspectos ecológicos, agronômicos e socioeconômicos (GUEDES PINTO, Luís F., 2002).

OBJETIVOS

Nossos objetivos nesse trabalho foram pesquisar:

  • a área de cultivo de cana-de-açúcar em Piracicaba com declividade acima de 12%;
  • a porcentagem de pequenos proprietários;
  • os danos que a referida lei irá causar;
  • procurar sistemas de produção alternativos para a cana-de-açúcar;
  • e compará-los ao atual modo de cultivo (o arrendamento das terras).

Trabalho 2: Relatório Final - Problema e Resolução

publico/syllabvs/lcf0130/2011/2011/equipe-01/inicio.1303526632.txt.gz · Última modificação: 2015/08/10 20:48 (edição externa)